Na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Arcoverde, segunda-feira passada, dia 30, a vereadora da oposição Zirleide Monteiro (PTB), saiu mais uma vez em defesa dos servidores contratados que foram demitidos sumariamente pela prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB), e lamentou que os contratados da Educação estivessem há dois meses sem salários.

Ela citou o caso da esposa de um servidor contratado que foi até a Rádio Itapuama denunciar o atraso. “Uma esposa de um trabalhador contratado, em desespero e sem perspectivas, foi aos microfones da rádio para dizer que há dois meses os funcionários contratados da Educação estavam sem receber seus salários. O que é isso? Em setembro e outubro de 2016 essa era a prefeitura mais organizada, não devia a ninguém, tinha tudo planejado e passadas as eleições a verdade acabou chegando. Porque a verdade pode demorar, mas ela chega”, disse Zirleide.

Em defesa da prefeita, o líder do governo na Casa James Pacheco, Everaldo Lira, disse que várias cidades estavam com salários atrasados e sem pagar contratados devido a “crise”. Mais à frente, o vereador questionou a vereadora Zirleide dizendo que não tinha nenhum servidor com salários atrasado, apenas os contratados. Questionado pela vereadora, Everaldo disse que contratado não era servidor.

Sem respostas para o atraso nos salários dos funcionários contratados, que segundo ele não são servidores, o líder do governo não mais cedeu aparte a vereadora da oposição. Em determinado momento para tentar defender o governo,  o parlamentar chegou a classificar a Rádio Itapuama FM como a FM PTB. De pronto, Zirleide disse que o parlamentar estava desviando da resposta sobre os salários atrasados e na realidade a rádio Independente é que sim era a Independente PSB. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui