Com 31 de 32 seleções já classificadas para a Copa do Mundo de 2018, já é possível ter uma ideia bem clara de como ficarão os quatro potes do sorteio que definirá os oito grupos da competição. A cerimônia acontecerá em 1º de dezembro, no Kremlin, sede do governo russo em Moscou. A única partida que pode alterar a configuração dos potes é a repescagem entre Peru e Nova Zelândia, que definirão a última vaga para a Copa a partir da 0h15 (de Brasília) desta quinta-feira (16), em Lima. No jogo de ida, em Wellington, as equipes empataram por 0x0.

Se o Peru se classificar, ficará no pote 2, jogando a Dinamarca para o pote 3 e a Sérvia para o 4. Já se der Nova Zelândia, o time da Oceania entra no pote 4, com a Dinamarca no 2 e a Sérvia no 3.

Ao contrário das edições anteriores da Copa, em que apenas o pote 1 era definido pelo ranking da Fifa (os sete melhores mais o país-sede), desta vez todos os potes seguirão esse critério, em vez de serem separados por região geográfica. Ainda assim, nenhum grupo pode ter mais de um time do mesmo continente, com exceção da Europa, que pode ter dois representantes na mesma chave.

Confira como será a disposição das seleções, lembrando que cada grupo da Copa terá uma equipe de cada pote (entre parênteses, o ranking de cada seleção em outubro de 2017, que foi usado para a separação dos potes):

– Pote 1 (cabeças de chave)
Rússia (65) – país-sede
Alemanha (1)
Brasil (2)
Portugal (3)
Argentina (4)
Bélgica (5)
Polônia (6)
França (7)

– Pote 2
Espanha (8)
Suíça (11)
Inglaterra (12)
Colômbia (13)
México (16)
Uruguai (17)
Croácia (18)
Peru (10) ou Dinamarca (19)

– Pote 3
Islândia (21)
Costa Rica (22)
Suécia (25)
Tunísia (28)
Egito (30)
Senegal (32)
Irã (34)
Dinamarca (19) ou Sérvia (38)

– Pote 4
Nigéria (41)
Austrália (43)
Japão (44)
Marrocos (48)
Panamá (49)
Coreia do Sul (62)
Arábia Saudita (63)
Sérvia (38) ou Nova Zelândia (122)

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui