Publi1

José Maria Marin, ex-presidente da CBF, foi considerado culpado de seis acusações de corrupção nesta sexta-feira na Corte do Brooklyn, em Nova York, nos Estados Unidos. A pena do ex-dirigente de 85 anos ainda não foi imposta pela juíza Pamela Chen. A magistrada, no entanto, decidiu que Marin e o outro cartola também condenado, o paraguaio Juan Angel Napout, ex-presidente da Conmebol e ex-vice-presidente da Fifa, serão encaminhados ainda nesta sexta-feira para uma prisão federal americana, segundo informações do canal Sportv. Outro acusado nos processos é Manuel Burga, ex-presidente da Federação Peruana de Futebol, que ainda não teve o veredicto de seu caso anunciado.

A juíza Chen ouviu os argumentos da defesa antes de tomar a decisão. Os advogados de Marin, por exemplo, argumentaram que o cartola brasileiro de 85 anos não ofereceria risco de fuga e poderia seguir em prisão domiciliar, em seu apartamento em Nova York.

O prazo para que a juíza Pamela Chen delibere a sentença é indeterminado, podendo ocorrer na próxima semana ou num prazo de até dois meses. José Maria Marin pode pegar até 20 anos de prisão.

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui