Publi1

Apesar de já ter recebido em dezembro de 2017 a quantia de R$ 1.948.255,90 referente ao Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e valorização do professor, os educadores da rede de ensino municipal de Arcoverde romperam o ano de bolsos vazios. É que, assim como noticiamos anteriormente sobre os demais servidores, eles terminaramm 2017 sem os salários de dezembro. Pela lei, 60% dos recursos do Fundeb são para pagar os salários dos professores, mas esse percentual sempre ultrapassa.

Em nota postada em grupos de whatsapp dos trabalhadores em educação, a prefeitura diz que “precisará repassar quase R$ 1 milhão para complementar o Fundeb e pagar os professores”. Essa complementação sempre houve, embora que durante entrevista na rádio Independente FM, a prefeita tenha dito que estava com tudo em dia, o que comprova-se que não é verdade. Pela nota, o pagamento dos professores só acontecerá por volta do dia 10 de janeiro, exatamente quando a prefeitura terá recebido os repasses do FUNDEB do dia 05 e dia 10 de janeiro.

Não bastassem os professores e demais servidores, ainda existem os contratados da Educação que estão há três meses sem receber, com suas contas de água, energia e até a feira para suas famílias sem pagar. Com certeza, um dos piores finais de ano dos últimos 13 anos.

Durante o mês de dezembro, a prefeitura de Arcoverde recebeu de todas as transferências constitucionais (FPM, IPI, ICMS, Saúde, Educação, entre outros) o montante de R$ 6.340.477,66. Cidades como Sertânia, Belo Jardim, Afogados da Ingazeira, Itapetim entre outras já pagaram os salários de dezembro

Publi1

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui