Robert Kraft, dono do New England Patriots –time de Tom Brady, marido da modelo Gisele Bündchen–, foi acusado nesta sexta-feira (22) de solicitação de prostituição, prática que é considerada crime na Flórida, onde o caso foi registrado.

As acusações contra Kraft, 77, fazem parte de uma investigação maior de prostituição e tráfico humano em spas e casas de massagem na Flórida. Segundo a polícia, os locais eram usados para prostituição.

O dono do Patriots teria feito “duas visitas distintas” ao spaOrchids of Asia, na cidade de JupiterFlórida, de acordo com Daniel Kerr, chefe da polícia