Conhecedor da região Nordeste, o técnico Leston Júnior já dirigiu o Moto Club/MA no passado recente. A passagem pelo clube maranhense foi no ano de 2017. Na ocasião, assumiu o comando exatamente na primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. As lembranças do treinador na capital maranhense não são positivas. Isso porque ele teve um trabalho curto em São Luís, com um retrospecto negativo – apenas uma vitória, dois empates e cinco derrotas em oito jogos, conquistando só cinco pontos dos 24 disputados (aproveitamento de 20%).

Agora no Santa Cruz, Leston Júnior vai reencontrar um dos ex-clubes, neste sábado (2), no estádio Castelão, em São Luís/MA, pela 5ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. A experiência dele no Moto Club/MA também foi conturbada por conta de uma crise financeira. Ele, por exemplo, pediu demissão do time maranhense alegando problemas estruturais e também falta de resultados. A única vitória do treinador sob o comando do time motense foi diante do Confiança/SE em casa, por 4×0.

Ciente da invencibilidade do adversário na temporada – maior sequência invicta do Brasil de 11 jogos sem perder –, o técnico Leston Júnior pediu atenção redobrada. Os maranhenses estão embalados com as cinco vitórias seguidas.

“É uma equipe que tem muita velocidade, que é uma característica até do futebol do Maranhão. Historicamente, o Moto, o Sampaio Corrêa e o Imperatriz são times com movimentação ofensiva, jogadores leves e rápidos. É ter cuidado, já que vamos atuar num campo que tem a sua particularidade em relação ao gramado sempre muito pesado. Precisamos diminuir o espaço para evitar que eles utilizem o que mostraram de melhor até agora, que é a velocidade principalmente pelos lados”, avisou.