SIMPERE protesta contra o retorno de aulas presenciais

0
31

Um ato com cruzes, caixões e carteiras escolares aconteceu, na manhã de hoje, no Pátio da Basílica de Nossa Senhora do Carmo, na Avenida Dantas Barreto, no Centro do Recife. A ação foi realizada em protesto contra o decreto que determina a volta às aulas presenciais no estado, a partir de 6 de outubro, para alunos do 3º ano do ensino médio.

A manifestação foi feita pelo Sindicato dos Professores da Rede Municipal do Recife (Simpere). De acordo com participantes do ato, a retomada das atividades coloca em risco a saúde de alunos, parentes e professores. Em Pernambuco, os estudantes estão com as aulas presenciais suspensas desde março, como medida de prevenção à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o Simpere, “a estrutura das unidades escolares é precária, e é comum faltar produtos de higiene, ventilação nas salas de aula, além de existirem unidades em que falta água”. Em nota, a Secretaria de Educação do Recife afirmou que “o fornecimento de material de limpeza é permanente nas escolas da rede municipal de ensino, assim como o abastecimento de água”.

O decreto que autoriza a retomada das atividades presenciais nas escolas foi anunciado na segunda-feira (21). Está prevista uma retomada escalonada para estudantes do ensino médio, técnico concomitante (cursado junto com o ensino médio) e subsequente (após a conclusão do ensino médio), além da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

No dia 13 de outubro, devem voltar às aulas os estudantes do 2º ano e, em 20 de outubro, os alunos do 1º ano, de cursos técnicos e EJA. Ainda não há uma data definida para o retorno das turmas dos ensinos infantil e fundamental. As aulas dos cursinhos pré-vestibulares e ensino superior foram retomadas em 8 de setembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui