Nos seis primeiros jogos sob o comando de Gilson Kleina, da quinta até a 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2020, o Náutico marcou 11 gols. Média de quase dois por partida. O ataque, antes criticado, passou a ser um ponto forte do trabalho do novo treinador. O foco da evolução ficou, então, na defesa, que continuava com números preocupantes. Nos três últimos duelos, porém, a situação mudou. E não da maneira que os alvirrubros gostariam.

A defesa do Náutico ainda não apresentou a melhora desejada, mesmo que tenha saído sem ser vazada no empate em 0x0 com o Paraná, na rodada anterior. A questão que o ataque caiu de rendimento. Além de não balançar as redes perante o Tricolor, o Timbu também não marcou ante Cuiabá e Confiança – perdendo por 1×0 em ambos os confrontos.

A solução para mudar esse cenário passa pelo setor de criação do time. O meia Jean Carlos já declarou que tem se cobrado bastante para melhorar o poder de armação. Kleina também enxergou a necessidade de evoluir no quesito e acionou Ruy e Dudu no time para não deixar o camisa 10 sozinho na missão de municiar os atacantes.

O trio deve ser escalado novamente para a partida contra o América/MG, na sexta (9), no Independência. Com o empate no jogo passado, o Náutico ficou na 13ª posição da Série B, com 13 pontos.

Artilheiros do Náutico na Série B

Jean Carlos – 4 gols

Kieza, Erick e Dadá – 2 gols

Rhaldney, Paiva, Camutanga – 1 gol

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui