O Juiz da 57ª Zona Eleitoral, Draulternani Melo Pantaleão, negou liminar, em Representação Eleitoral, ajuizada pela Coligação União por Arcoverde, para solicitar que uma digital influencer, conhecida por Ilza Sincera, para retirar um vídeo que acusa o Delegado Israel, candidato à vice-prefeito, de tortura.

Vale ressaltar que houve uma investigação pela Delegacia de Polícia de Arcoverde, para apurar as denúncias de tortura, oferecidas por uma senhora chamada Keila Sabino, a qual inclusive foi indiciada por Denunciação Caluniosa. Na denúncia, Keila acusou vários policiais de tortura, e na investigação ficou comprovado que o Delegado Israel sequer esteve na residência da citada, quando do dia da suposta denúncia.

Ilza Sincera é uma digital influencer, que apoia o candidato da Coligação Muda Arcoverde Zeca Cavalcanti e tem utilizado as redes sociais para desferir constantes acusações contra o candidato a vice-prefeito da Coligação União por Arcoverde o delegado Israel Rubis.

A assessoria jurídica da Coligação União Por Arcoverde informou que entrará com uma ação judicial no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco para reverter a decisão proferida pelo Juiz Eleitoral de Arcoverde.

O Juiz da 57ª Zona Eleitoral Dr. Draulternani Melo Pantaleão, segundo o delegado Israel, já foi investigado pela Corregedoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco, através de um procedimento, proposto pelo Ministério Público de Pernambuco, oportunidade em que o Delegado Israel foi testemunha contra Pantaleão. Tal fato, inclusive, é de conhecimento do atual Promotor Eleitoral, Diógenes Luciano Nogueira Moreira. Como se vê a campanha eleitoral de Arcoverde tomou o rumo da judicialização e pelo que dizem é só o começo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui