Passados 15 dias do primeiro turno das eleições municipais e um dia após o pleito do segundo turno nas cidades com mais de 200 mil eleitores, a Câmara de Vereadores de Arcoverde retoma na noite desta segunda-feira (30) suas tradicionais sessões ordinárias. Em pauta dois projetos de lei de interesse do próximo governo, já que trata das finanças relativos ao ano de 2021.

Serão lidos e colocados em votação o Projeto de Lei nº 07/2020 de 1º de outubro, que trata de emenda de revisão “do Plano Plurianual 2018/2021 para execução da parcela anual de 2021”; e o Projeto de Lei nº 08/2020, também de 1º de outubro, que “estima receita e fixa despesa do município para o exercício financeiro de 2021”. Os projetos deverão ser lidos ainda no primeiro expediente e votados ao final da sessão, após as discussões do grande expediente, quando cada vereador tem 15 minutos para falar.

A sessão será uma das 04 últimas dos 03 vereadores que não conseguiram se reeleger: Geraldo Vaz (PSB), Heriberto do Sacolão (PTB) e Cleriane Medeiros (Avante), além da vereadora Cybele Roa (Avante) que concorreu a prefeitura ficando e terceiro lugar com 5,32% dos votos. As sessões deverão acontecer até o dia 21 de dezembro, quando se encerram os trabalhos legislativos do ano.

Em 1º de janeiro, assume a nova composição da Casa James Pacheco renovada em apenas 40%, embora que entre os novatos retorna um veterano da casa legislativa, o vereador Luciano Pacheco. Apesar de ter mais de 100 candidatos disputando os votos dos arcoverdenses, apenas 03 novatos vão estar na Câmara Municipal a partir de 2021.