A PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu na noite de 4ª feira (2.dez.2020) 5 suspeitos de terem participado do assalto a banco em Criciúma, Santa Catarina, na noite de 3ª (1º.dez).

Um grupo de 30 homens armados invadiu uma agência do Banco do Brasil no centro da cidade, fez reféns e incendiou um caminhão em frente a um batalhão policial para dificultar o trabalho dos agentes.

As prisões aconteceram em Porto Alegre (RS) e em Passo de Torres (SC), na divisa entre os Estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os suspeitos foram encaminhados para a DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Araranguá (SC). Foram apreendidos cerca de R$ 30 mil.

Além dos 5, uma mulher foi presa em São Paulo. A polícia suspeita que ela tenha prestado auxílio logístico no assalto. No carro de Vanessa de Faria Santos estavam artefatos explosivos, munição de fuzil e carregadores de pistola. Na casa, a polícia encontrou 6 tabletes de cocaína. Ela não explicou a origem do material apreendido.

Vanessa foi indiciada por posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Durante a ação, os bandidos deixaram 30 quilos de explosivos não detonados e o batalhão antibombas da PM foi acionado, bem como a divisão antirroubo e sequestro. Houve troca de tiros. Um policial militar foi alvejado e um dos reféns, agredido. Cerca de R$ 810 mil foram apreendidos no local do crime.