O empate em 1×1 com o Botafogo/SP, no estádio Santa Cruz, pela Série B do Campeonato Brasileiro, não foi completamente lamentado pelo técnico do Náutico, Hélio dos Anjos. Mas ele não escondeu o sentimento de que o Timbu poderia ter deixado Ribeirão Preto com três pontos na bagagem.

“O empate não era o que queríamos. A iniciativa era sair com o resultado positivo. Tivemos um descuido no final do primeiro tempo e tomamos o gol. Oferecemos muitos contra-ataques (ao Botafogo/SP) no segundo tempo, mas a busca do gol foi incessante”, afirmou Hélio.

“Na minha visão, nós tivemos o jogo sob controle até a hora do gol. O adversário não tinha tido chances, a não ser o cruzamento que Anderson foi obrigado a sair e tirar a bola do gol com a ponta dos dedos. Nós propomos o jogo, tivemos o comando das ações e o controle da partida, mas faltou contundência na hora de definir algumas jogadas boas que o grupo criou. Conseguimos fazer o gol em uma bela jogada e tivemos no final a bola do jogo com Bryan, podendo ter virado a partida. Faltou mais poder de definição no momento que criamos algumas situações de gol”, explicou.

Hélio também explicou a situação do atacante Kieza. O jogador não atuou diante do Botafogo/SP devido suspensão do terceiro cartão amarelo. Acontece que o camisa 9 também não teria condições de entrar em campo por conta de uma contusão na coxa – problema que fez o jogador forçar a advertência no compromisso anterior, perante o Brasil/RS.

“Estamos esperando um posicionamento do departamento médico. Kieza ficou em tratamento intensivo, mas ainda estamos discutindo a situação dele. Amanhã poderemos ter uma posição definitiva sobre seu aproveitamento na quarta”, declarou.