Com o Campeonato Brasileiro entrando em sua reta final, Jair Ventura segue fazendo do Sport um time “mutável” dentro da competição. Desde sua chegada, o treinador avisou que o time jogaria de diferentes formas e assim tem sido. Após Raul Prata retornar diante do Coritiba, contra o Grêmio o técnico aproveitou para utilizar o lateral junto a Patric do lado direito. Parceria que foi elogiada pelo camisa 23 da Ilha do Retiro.

“Para mim que entro na linha de trás, não muda tanto. Muda mais para o Patric, que joga mais adiantado. Mas acho que quando dobra dois da mesma posição jogando assim, acho que ajuda. Só o lateral sabe como é bom, passar e o outro tocar a bola. Então, acho que tem funcionado bem, e conforme vai ganhando entrosamento, vão saindo jogadas melhores, e na parte defensiva o time fica mais tático, pois o lateral fazendo essa função na linha da frente acaba ajudando bastante quem está atrás”, ressaltou Prata.

O lateral-direito volta a ser opção em um momento crucial na Série A. Em outubro, foi titular e apareceu bem contra Atlético/MG e Athlético/PR, depois de ficar três meses afastado por causa de uma artroscopia no joelho. Porém, viu a série ser interrompida ao detectar um trauma na articulação e ter que passar por novo procedimento cirúrgico. Recuperado, espera seguir ganhando minutos em campo para ajudar o Leão na reta final do Brasileiro.

“O joelho está novo. Estou feliz de estar voltando a jogar, já joguei alguns jogos, uns como titular e outros saindo do banco. Então, agora é a cada jogo ir melhorando o ritmo. A parte física estou bem, conforme for jogando vai melhorando e o desempenho tende a melhorar também jogando mais, com mais minutos em campo”, falou o defensor.

Projetando o jogo contra o Goiás, o último do Sport em 2020, Prata afirmou que o Leão tem que repetir as duas últimas boas aparições para sair de campo com um resultado positivo. “É mais um jogo decisivo, todos são. É contra um adversário que está ali embaixo, mas não podemos achar que será fácil. Aqui, no primeiro turno, foi difícil. É entrar do jeito que a equipe está entrando, principalmente nos dois últimos jogos, onde criamos mais, ficamos mais com a bola, tivemos mais chances… É seguir esse caminho que temos tudo para ganhar, avançar e ficar melhor colocado na tabela”, finalizou.