Amazon faz parceria em favela e planeja entregas até aos domingos

Iniciativa dá oportunidade para egressos do sistema carcerário que serão responsáveis pelas entregas na comunidade paulistana

A Amazon anunciou nesta terça-feira (2) uma parceria com a transportadora Favela LLog para realizar entregas em regiões periféricas, inclusive aos domingos e feriados. A primeira favela a receber o serviço será Paraisópolis, uma das maiores favelas do Brasil com 100 mil habitantes.

A pesquisa “Economia das Favelas – Renda e Consumo nas Favelas Brasileiras”, feita pelo instituto Data Favela, revela que moradores de comunidades brasileiras movimentam, em média, cerca de R$ 124,1 bilhões por ano. Aperar do papel ativo na economia, nem sempre essas pessoas possuem acesso a um serviço de entrega em suas casas.

A união entre as empresas surge justamente para atender essa parcela da população. Com a parceria, os moradores de Paraisópolis, favela de São Paulo, poderão receber suas compras feitas na Amazon no mesmo prazo que usuários que moram no asfalto receberiam. Ainda, de acordo com o comunicado, quem for cliente prime poderá ter a entrega gratuita.

Para conseguir atender a demanda e gerar ainda mais impacto social com a iniciativa, a transportadora terá o apoio da ONG local Central Única das Favelas (CUFA). A instituição tem um projeto chamada Recomeço que visa inserir os egressos do sistema carcerário brasileiro no mercado de trabalho novamente.

“Estamos falando de um impacto positivo nessas regiões, colaborando com a criação de postos de trabalho e com a movimentação da economia como um todo. São mais oportunidades e, consequentemente, mais inclusão”, afirma Rafael Caldas, líder da Amazon Logística no Brasil.

Favela em São Paulo
Moradores de regiões periféricas nem sempre recebem suas encomendas. (Imagem: Danilo Alvesd/Unsplash)

Iniciativa não é inédita

Assim como a Amazon, outras empresas já perceberam que precisam atender o público que mora em regiões periféricas e comunidades.

Em janeiro de 2021, a Vila Cruzeiro, favela do Rio de Janeiro, recebeu um serviço próprio de retirada de encomendas graças a uma parceria entre a Clique e Retire e a ONG Atitude Social. Com ele, basta o morador se cadastrar para receber um código pessoal, fazer a compra e informar o endereço da instituição e seu número exclusivo. Quando o produto chegar, é só ir buscar na ONG e usar o QR Code recebido via SMS para abrir o compartimento do armário no local.

A B2W, grupo responsável pelas empresas Americanas, Shoptime e Submarino, também criou uma iniciativa para entregas em Paraisópolis, em 2021. Com o apoio da transportadora Favela Brasil Xpress e do G10 Favelas, os moradores passaram a receber as compras feitas nas empresas da holding na porta de casa — o que antes não acontecia.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Instituto Locomotiva, 8% da população brasileira mora em favelas, tornando ações como essas cada vez mais essenciais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ASSINE JÁ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS
RELACIONADAS

Intenção de consumo das famílias mantém crescimento

A pesquisa nacional de Intenção de Consumo das Famílias...

TSE informa tempo dos candidatos à Presidência no horário eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (18) a...

Alta da Selic impactou lucro da Caixa, diz vice-presidente do banco

As sucessivas elevações da taxa Selic (juros básicos da...

Luciano Pacheco dá largada à campanha em Arcoverde

O candidato a deputado estadual Luciano Pacheco (Patriota), iniciou...