Golpe de empréstimo envia fotos pornôs de devedores a familiares

O site Rest of World divulgou na semana passada uma denúncia sobre golpes aplicados por aplicativos de empréstimos fraudulentos no México. A prática, conhecida como doxxing, consiste em divulgar na internet informações confidenciais dos contratantes, que podem chegar à divulgação de fotos pornográficas editadas com os rostos dos devedores.

Para mostrar como funciona a fraude, a publicação citou o caso de uma mulher identificada como Maria: após não conseguir empréstimos em bancos regulares, ela recorreu ao app SolPeso, que exigiu a apresentação de dados do telefone, inclusive sua lista de contatos. Além de transferir menos dinheiro que o contratado, o aplicativo exigiu a liquidação antecipada do empréstimo.

Maria recorreu a outros apps para refinanciar sua dívida inicial: Rápikrédito, Super Peso, LoanLaLa, Money Flash e iFectivo. Este último chegou a enviar, para os seus contatos (inclusive sua filha de 13 anos), a foto de uma mulher nua com seu rosto editado por Photoshop, dizendo que a cliente havia se tornado uma prostituta para pagar dívidas.

O que dizem as autoridades mexicanas?

De acordo com a Condusef, plataforma oficial do governo mexicano para fraudes financeiras, atuam no país pelo menos 94 aplicativos de empréstimos listados como prováveis praticantes do doxxing em diversos departamentos de polícia cibernética. Do total, 35 estão disponíveis na Play Store do Google, a loja de aplicativos para o sistema Android, que equipa 80,87% dos dispositivos móveis do país.

Indagado pelo Rest of World, o diretor de análise da Condusef, Jesús Chávez Ugalde, disse que o órgão, uma espécie de Procon mexicano, só pode atuar em casos de instituições financeiras registradas.

Segundo as vítimas e ativistas de direitos digitais, lacunas na lei mexicana e omissão de órgãos reguladores deixam os consumidores totalmente à mercê desses credores abusivos que, com as bênçãos do Google, continuam a perpetrar abertamente esse tipo de fraude financeira. Por enquanto, apenas a educação financeira reativa tem sido uma arma para enfrentar o crime.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ASSINE JÁ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS
RELACIONADAS

Intenção de consumo das famílias mantém crescimento

A pesquisa nacional de Intenção de Consumo das Famílias...

TSE informa tempo dos candidatos à Presidência no horário eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou hoje (18) a...

Alta da Selic impactou lucro da Caixa, diz vice-presidente do banco

As sucessivas elevações da taxa Selic (juros básicos da...

Luciano Pacheco dá largada à campanha em Arcoverde

O candidato a deputado estadual Luciano Pacheco (Patriota), iniciou...